17 de dez de 2012

Escolha ser feliz....




Dizem que não há como se perder enquanto existir as estrelas... Então me ponho a pensar o que eu faria em noites nubladas, ou em pleno deserto escaldante sem saber ler uma bússola, caso eu tivesse uma?!
E eis que a vida nos coloca em certas encruzilhadas... Acho que em um labirinto definiria melhor a situação... Qual a saída, que caminho seguir?
Cada um conhece seu mais intimo ser, mas seriam nós capazes de conhecer e compreender o do seu próximo? Sentimentos sejam eles de dores, revoltas, tristezas, alegrias... Cada um sente conforme a sua própria natureza... Não sei bem agir e viver “olho por olho, dente por dente”...
A vida bem que poderia vim com manual de instruções... Mas a vida é feita de aprovações, escolhas e descobertas. Na maioria das vezes passamos a vida tentando provar não sei o quê, pra não sei quem... Pra quê? Em troco do quê?
Tantos espaços na vida a serem preenchidos... Tanta pausa em que nos colocamos sem sentido, tanto tempo perdido...  A cada dia nos limitamos a dar um passo neste vasto mundo de sonhos reais... A cada dia deixamos de olhar para nós... E assim vamos virando páginas, narrando e escrevendo uma história que não é a nossa... E a nossa vida continuará passando em branco, narrada em versos igual uma quimera de um poeta triste...
Viver é um risco onde qualquer vacilo, passo em falso pode ser mortal aos nos colocarmos à beira do abismo devido as nossas péssimas escolhas... É um suicídio notável que poderá ser evitado se cairmos na real em tempo de mudar... Mudar a direção, mudar o rumo... Onde podemos também desviar o caminho com consciência e exatidão, porém ainda podemos cometer erros, nos achando donos da razão e da verdade... É a vida... É a nossa cegueira do egoísmo... É mais uma vez sermos estúpidos diante de nossas verdades onde queremos que sobressaia... E assim vamos aprendendo com a vida, com os outros, com o mundo ou com nós mesmo ou não aprendemos absolutamente nada...
A vida é uma lição, uma aprovação... Cabe a nós aprender com ela... E não se culpar onde não temos culpa... E não nos sentirmos obrigados a carregar fardos que não são nossos...
Nossas escolhas são simples: você pode escolher entre amar ou odiar, ser feliz ou infeliz, viver a vida ou apagar-se dela, permitir-se estar bem ou simplesmente entregar-se ao descontentamento causado por nossos problemas...
Por que chorar, se temos motivos para sorrir?
O caminho? Se agires com amor, paz, consciência, paciência, discernimento, conseguiremos achar a melhor saída... E assim traçaremos a nossa história de maneira bem mais feliz!
Acredite mais em você! Tenha fé e confiança em si mesmo!
Às vezes queremos tanto uma coisa, vamos buscando, lutando, esperando acontecer, mas cada vez mais se torna difícil, complicado, quase que impossível, mas de repente nesse meio tempo vão surgindo outras coisas, outros caminhos que, claro não supri totalmente aquilo que queríamos, mas preenche vazios, nos faz olhar para frente, e aquilo que tanto queríamos já não passa mais ser prioridade, nem necessidade, simplesmente vamos deixando de querer ao descobrir que para ser feliz não há nada de impossível, nem complicado, nem difícil... Basta nos permitirmos... É fato: Quando vivemos algo aonde chega uma hora que começa a nos fazer mal, buscamos outro meio de nos sentirmos bem... É importante dar sentido a vida, termos perspectiva... E ir a luta... Quanto ao que tanto queríamos e não conseguimos? Ah! Nada é insubstituível... Dias melhores virão, cabe a nós saber aproveitar as oportunidades que nos chega... Se lhe falta aqui, encontrara em outro lugar.
É preciso saber viver... De certo que, não é fácil segurar nossa fúria em momentos na vida, onde ferem nosso orgulho, nossos sentimentos, e assim acabamos por agir de maneira impensada... Tem uma frase de François Marie Arouet, mais conhecido como Voltaire, Conhecido pela sua perspicácia e espiritualidade na defesa das liberdades civis, inclusive liberdade religiosa que diz: "O amor-próprio é um balão cheio de vento, do qual saem tempestades quando o picam", isso é real de fato, mas lembre-se que não se vence o mal com o mal...
Viva bem plante o amor, o perdão, busque a paz em seu coração... Abstraia todo o mal... Ame, mas comece primeiro por você.
Escolha ser feliz... 
Postar um comentário

17 de dez de 2012

Escolha ser feliz....




Dizem que não há como se perder enquanto existir as estrelas... Então me ponho a pensar o que eu faria em noites nubladas, ou em pleno deserto escaldante sem saber ler uma bússola, caso eu tivesse uma?!
E eis que a vida nos coloca em certas encruzilhadas... Acho que em um labirinto definiria melhor a situação... Qual a saída, que caminho seguir?
Cada um conhece seu mais intimo ser, mas seriam nós capazes de conhecer e compreender o do seu próximo? Sentimentos sejam eles de dores, revoltas, tristezas, alegrias... Cada um sente conforme a sua própria natureza... Não sei bem agir e viver “olho por olho, dente por dente”...
A vida bem que poderia vim com manual de instruções... Mas a vida é feita de aprovações, escolhas e descobertas. Na maioria das vezes passamos a vida tentando provar não sei o quê, pra não sei quem... Pra quê? Em troco do quê?
Tantos espaços na vida a serem preenchidos... Tanta pausa em que nos colocamos sem sentido, tanto tempo perdido...  A cada dia nos limitamos a dar um passo neste vasto mundo de sonhos reais... A cada dia deixamos de olhar para nós... E assim vamos virando páginas, narrando e escrevendo uma história que não é a nossa... E a nossa vida continuará passando em branco, narrada em versos igual uma quimera de um poeta triste...
Viver é um risco onde qualquer vacilo, passo em falso pode ser mortal aos nos colocarmos à beira do abismo devido as nossas péssimas escolhas... É um suicídio notável que poderá ser evitado se cairmos na real em tempo de mudar... Mudar a direção, mudar o rumo... Onde podemos também desviar o caminho com consciência e exatidão, porém ainda podemos cometer erros, nos achando donos da razão e da verdade... É a vida... É a nossa cegueira do egoísmo... É mais uma vez sermos estúpidos diante de nossas verdades onde queremos que sobressaia... E assim vamos aprendendo com a vida, com os outros, com o mundo ou com nós mesmo ou não aprendemos absolutamente nada...
A vida é uma lição, uma aprovação... Cabe a nós aprender com ela... E não se culpar onde não temos culpa... E não nos sentirmos obrigados a carregar fardos que não são nossos...
Nossas escolhas são simples: você pode escolher entre amar ou odiar, ser feliz ou infeliz, viver a vida ou apagar-se dela, permitir-se estar bem ou simplesmente entregar-se ao descontentamento causado por nossos problemas...
Por que chorar, se temos motivos para sorrir?
O caminho? Se agires com amor, paz, consciência, paciência, discernimento, conseguiremos achar a melhor saída... E assim traçaremos a nossa história de maneira bem mais feliz!
Acredite mais em você! Tenha fé e confiança em si mesmo!
Às vezes queremos tanto uma coisa, vamos buscando, lutando, esperando acontecer, mas cada vez mais se torna difícil, complicado, quase que impossível, mas de repente nesse meio tempo vão surgindo outras coisas, outros caminhos que, claro não supri totalmente aquilo que queríamos, mas preenche vazios, nos faz olhar para frente, e aquilo que tanto queríamos já não passa mais ser prioridade, nem necessidade, simplesmente vamos deixando de querer ao descobrir que para ser feliz não há nada de impossível, nem complicado, nem difícil... Basta nos permitirmos... É fato: Quando vivemos algo aonde chega uma hora que começa a nos fazer mal, buscamos outro meio de nos sentirmos bem... É importante dar sentido a vida, termos perspectiva... E ir a luta... Quanto ao que tanto queríamos e não conseguimos? Ah! Nada é insubstituível... Dias melhores virão, cabe a nós saber aproveitar as oportunidades que nos chega... Se lhe falta aqui, encontrara em outro lugar.
É preciso saber viver... De certo que, não é fácil segurar nossa fúria em momentos na vida, onde ferem nosso orgulho, nossos sentimentos, e assim acabamos por agir de maneira impensada... Tem uma frase de François Marie Arouet, mais conhecido como Voltaire, Conhecido pela sua perspicácia e espiritualidade na defesa das liberdades civis, inclusive liberdade religiosa que diz: "O amor-próprio é um balão cheio de vento, do qual saem tempestades quando o picam", isso é real de fato, mas lembre-se que não se vence o mal com o mal...
Viva bem plante o amor, o perdão, busque a paz em seu coração... Abstraia todo o mal... Ame, mas comece primeiro por você.
Escolha ser feliz... 
Postar um comentário