20 de mar de 2010

Por quê?


"De longe te hei de amar- da tranqüila distância em que o amor é saudade e o desejo, constância."
(Cecília Meireles)

Por quê?

Porque deixei este amor nascer em mim? Não entendo como isso foi acontecer!
 Será que foi um descuido um deslize?
 Quando dei por mim você estava em meus pensamentos, em meus sonhos e desejos!
Não quero... Não posso!
Leva de mim esse amor, a porta está aberta não posso fechá-la,
A vontade que eu tenho e de mantê-lo aqui dentro, mas...
Vai embora!
Por que deixei esse amor nascer em mim?
Não entendo como fui deixar isso acontecer.
Em minhas noites vazia em meio à solidão, lá eu estava pensando em você,
Não podia acreditar que aquilo estava acontecendo!
Por quê? Diz-me por que fui me apaixonar por você?
A porta está aberta, queria tanto que você a fechasse e manter-se aqui dentro,
Mas sei que irá sair e mais uma vez o vazio tomará conta de mim.
Pode ir embora! Eu vou ficar bem, leva meu amor com você, não posso mais sofrer!
Por quê? Por que fui deixar isso acontecer?
Em meus pensamentos entreguei-me em teus braços, senti sua mão tocar-me suavemente
Senti o calor do teu corpo entrelaçados ao meu, nossos anseios se misturando ao fervor da loucura,
Um toque sutil, eu estremecemos de prazer
Sinto seu toque, Sinto sua pele
Sinto seu desejo, Sinto seu calor
Só não sinto seu amor, porque ele não é meu!
Sinta o meu amor, leve-o de mim, a porta ainda está aberta, vou deixá-lo sair
Vou arranca em quanto ainda é raiz, não posso permitir esse amor em mim!
Por quê? Por que fui deixar isso acontecer? Eu não posso amar você!
Pra você eu chorei, desabafei e sorrir.
Com você me abrir, contei-lhe meus segredos, amores e desamores,
 Encontro e desencontros, encanto e desencantos!
Perdoa-me! Eu não queria, mas quando dei por mim você estava aqui em mim!
Há muito tempo eu não me sentia tão bem e feliz você resgatou o melhor de mim!
Eu me descuidei, vacilei por você me apaixonei!
Por quê? Por que eu deixei isso acontecer?
Jamais vou tê-lo, Seu amor não me pertence e jamais pertencerá!
Compartilhamos nossos sonhos, nossos desejos e nossos segredos.
Meu amor é meu, meu amor é seu... Seu amor jamais será meu. Leve-o de mim!?
Não quero mais sofrer por amor!
Vivemos momentos únicos e confidenciais, você dividiu comigo a sua historia e me ajudou a construir a minha
Na direção em que meus sentimentos estão seguindo, não podemos nos encontrar de frente, pois mesmo em vias paralelas,
Estamos na contra mão. Não vou causar um acidente, já sofri e já chorei demais!
Cada vez que nos cruzarmos leva esse amor de mim?
Por quê? Por que permitir que você fizesse morada me mim?
Sei que você não quis, não pediu, não me iludiu, mas quando dei por mim você estava aqui em meu coração
Pode ir embora, vou te entender... Quando sair fechará a porta para o que estou sentindo não voltar.
No meu peito restará à dor da saudade, minhas noites passarão serem vazias e os meus dias sem o brilho,
Pois de nada adiantará ter o amor se não posso ter você!
Perdi-me em você, em sua atenção em seu afeto em sua consideração!
Perdi-me em você, em suas atitudes, em seu comportamento!
Queria encontrar-me em seu amor, mas encontro-me na certeza de que nunca serei amada por ti
Por quê? Por que fui deixar isso acontecer?
...Por quê? 

"Não me dói o que perdi,
pois tive o prazer de ter.
Dói-me tudo o que não tive
e o quanto não pude ser."
(Valter da Rosa Borges)



 
Postar um comentário

20 de mar de 2010

Por quê?


"De longe te hei de amar- da tranqüila distância em que o amor é saudade e o desejo, constância."
(Cecília Meireles)

Por quê?

Porque deixei este amor nascer em mim? Não entendo como isso foi acontecer!
 Será que foi um descuido um deslize?
 Quando dei por mim você estava em meus pensamentos, em meus sonhos e desejos!
Não quero... Não posso!
Leva de mim esse amor, a porta está aberta não posso fechá-la,
A vontade que eu tenho e de mantê-lo aqui dentro, mas...
Vai embora!
Por que deixei esse amor nascer em mim?
Não entendo como fui deixar isso acontecer.
Em minhas noites vazia em meio à solidão, lá eu estava pensando em você,
Não podia acreditar que aquilo estava acontecendo!
Por quê? Diz-me por que fui me apaixonar por você?
A porta está aberta, queria tanto que você a fechasse e manter-se aqui dentro,
Mas sei que irá sair e mais uma vez o vazio tomará conta de mim.
Pode ir embora! Eu vou ficar bem, leva meu amor com você, não posso mais sofrer!
Por quê? Por que fui deixar isso acontecer?
Em meus pensamentos entreguei-me em teus braços, senti sua mão tocar-me suavemente
Senti o calor do teu corpo entrelaçados ao meu, nossos anseios se misturando ao fervor da loucura,
Um toque sutil, eu estremecemos de prazer
Sinto seu toque, Sinto sua pele
Sinto seu desejo, Sinto seu calor
Só não sinto seu amor, porque ele não é meu!
Sinta o meu amor, leve-o de mim, a porta ainda está aberta, vou deixá-lo sair
Vou arranca em quanto ainda é raiz, não posso permitir esse amor em mim!
Por quê? Por que fui deixar isso acontecer? Eu não posso amar você!
Pra você eu chorei, desabafei e sorrir.
Com você me abrir, contei-lhe meus segredos, amores e desamores,
 Encontro e desencontros, encanto e desencantos!
Perdoa-me! Eu não queria, mas quando dei por mim você estava aqui em mim!
Há muito tempo eu não me sentia tão bem e feliz você resgatou o melhor de mim!
Eu me descuidei, vacilei por você me apaixonei!
Por quê? Por que eu deixei isso acontecer?
Jamais vou tê-lo, Seu amor não me pertence e jamais pertencerá!
Compartilhamos nossos sonhos, nossos desejos e nossos segredos.
Meu amor é meu, meu amor é seu... Seu amor jamais será meu. Leve-o de mim!?
Não quero mais sofrer por amor!
Vivemos momentos únicos e confidenciais, você dividiu comigo a sua historia e me ajudou a construir a minha
Na direção em que meus sentimentos estão seguindo, não podemos nos encontrar de frente, pois mesmo em vias paralelas,
Estamos na contra mão. Não vou causar um acidente, já sofri e já chorei demais!
Cada vez que nos cruzarmos leva esse amor de mim?
Por quê? Por que permitir que você fizesse morada me mim?
Sei que você não quis, não pediu, não me iludiu, mas quando dei por mim você estava aqui em meu coração
Pode ir embora, vou te entender... Quando sair fechará a porta para o que estou sentindo não voltar.
No meu peito restará à dor da saudade, minhas noites passarão serem vazias e os meus dias sem o brilho,
Pois de nada adiantará ter o amor se não posso ter você!
Perdi-me em você, em sua atenção em seu afeto em sua consideração!
Perdi-me em você, em suas atitudes, em seu comportamento!
Queria encontrar-me em seu amor, mas encontro-me na certeza de que nunca serei amada por ti
Por quê? Por que fui deixar isso acontecer?
...Por quê? 

"Não me dói o que perdi,
pois tive o prazer de ter.
Dói-me tudo o que não tive
e o quanto não pude ser."
(Valter da Rosa Borges)



 
Postar um comentário