9 de mar de 2011

Por onde andará você meu amor?




Por onde andara você meu amor?
O procuro, mas não o encontro em meus sonhos e desejos.
Tudo mudou... Ele não está mais em mim.
Por onde andará você meu amor, que nem na mais pura lembrança de outrora não consigo mais te encontrar?
Não tenho a mesma imagem dele, nem a mesma paisagem idealizada por um grande sonho...
Por onde andará você meu amor, que nem na mais pura simplicidade que deu início a nossa história, eu não consigo mais te encontrar?
Perdemo-nos no tempo.
Desencontramo-nos na dor.
Hoje o desconheço... O encanto acabou.
Por onde andará você meu amor, que nem juntando os cacos do que já foi bom e se quebrou, eu não consigo mais te encontrar?
Procuro-te em meu ser, mas você não esta.
Diante meus olhos o vejo: imagem fria, congelada, sem o brilho que me irradiava.
Por onde andará você meu amor, que nem no ato de amor em nossos corpos nu, eu não consigo mais te encontrar?
Quando penso que minha procura está no fim.
Quando penso que reencontrei e trouxe de volta o meu amor que eu sempre quis e sonhei, eis que descubro mais uma desilusão.
Por onde andará você meu amor, que nem em minhas fantasias, que nem no faz de conta, eu não consigo mais te encontrar?
Por onde andará você meu amor, que nem na semente que plantamos, nem no broto que regamos e nem no bom fruto que colhemos juntos, eu não consigo mais te encontrar?
Por onde andará você meu amor, onde andará?
Nos perdemos, nos perdemos...
Acabou.
Esteja onde estiver minha procura chegou ao fim.
Não o expulsei. Simplesmente saiu de mim.
Por onde andará você meu amor, que por mais que eu te olhe e te sinta perto, eu não consigo mais te encontrar?
Quando olho para ele, não o vejo mais como o meu grande amor, não aquele que me fazia sorrir, deslizar em valsa sobre nuvens de felicidade, bailar sobre versos, prosas e poesias.
Por onde andará você meu amor, que por mais que disseste que me ama, eu não consigo mais te encontrar, não neste amor que me reprime, me sufoca, me tornando infeliz?!
Por onde andará você meu amor, que nem no mais puro sentimento, eu não consigo mais te encontrar?
Por onde andará, por onde andará?

Ouvindo: Gostava tanto de você ( Tim Maia)
 















Postar um comentário

9 de mar de 2011

Por onde andará você meu amor?




Por onde andara você meu amor?
O procuro, mas não o encontro em meus sonhos e desejos.
Tudo mudou... Ele não está mais em mim.
Por onde andará você meu amor, que nem na mais pura lembrança de outrora não consigo mais te encontrar?
Não tenho a mesma imagem dele, nem a mesma paisagem idealizada por um grande sonho...
Por onde andará você meu amor, que nem na mais pura simplicidade que deu início a nossa história, eu não consigo mais te encontrar?
Perdemo-nos no tempo.
Desencontramo-nos na dor.
Hoje o desconheço... O encanto acabou.
Por onde andará você meu amor, que nem juntando os cacos do que já foi bom e se quebrou, eu não consigo mais te encontrar?
Procuro-te em meu ser, mas você não esta.
Diante meus olhos o vejo: imagem fria, congelada, sem o brilho que me irradiava.
Por onde andará você meu amor, que nem no ato de amor em nossos corpos nu, eu não consigo mais te encontrar?
Quando penso que minha procura está no fim.
Quando penso que reencontrei e trouxe de volta o meu amor que eu sempre quis e sonhei, eis que descubro mais uma desilusão.
Por onde andará você meu amor, que nem em minhas fantasias, que nem no faz de conta, eu não consigo mais te encontrar?
Por onde andará você meu amor, que nem na semente que plantamos, nem no broto que regamos e nem no bom fruto que colhemos juntos, eu não consigo mais te encontrar?
Por onde andará você meu amor, onde andará?
Nos perdemos, nos perdemos...
Acabou.
Esteja onde estiver minha procura chegou ao fim.
Não o expulsei. Simplesmente saiu de mim.
Por onde andará você meu amor, que por mais que eu te olhe e te sinta perto, eu não consigo mais te encontrar?
Quando olho para ele, não o vejo mais como o meu grande amor, não aquele que me fazia sorrir, deslizar em valsa sobre nuvens de felicidade, bailar sobre versos, prosas e poesias.
Por onde andará você meu amor, que por mais que disseste que me ama, eu não consigo mais te encontrar, não neste amor que me reprime, me sufoca, me tornando infeliz?!
Por onde andará você meu amor, que nem no mais puro sentimento, eu não consigo mais te encontrar?
Por onde andará, por onde andará?

Ouvindo: Gostava tanto de você ( Tim Maia)
 















Postar um comentário