3 de ago de 2010

Dê Espaço Para o Amor Respirar


Devemos encontrar o equilíbrio entre estar presente na vida de quem amamos e permitir que o outro tenha seus momentos a sós. É muito importante ter o hábito de cultivar momentos de solitude, tanto para você quanto para seu parceiro. Em um relacionamento é muito comum o casal estar sempre junto, onde quer que um vá o outro também vai, o que quer que um faça o outro também faz. Esse tipo de comportamento é saudável e até mesmo natural, já que amamos a pessoa e queremos estar em sua companhia o maior tempo que for possível. Porém, se não dedicarmos alguns momentos para deixar que o outro esteja a sós com ele mesmo, e para estarmos a sós conosco, corremos o risco de perdermos nossa individualidade e identidade pessoal, corremos o risco também de sufocar o amor. Dê espaço para o amor respirar!
Cultivar o bom hábito de reservar alguns momentos para fazer companhia para si mesmo, pode ser uma atitude muito saudável para o relacionamento. Afinal de contas existem coisas que só percebemos quando estamos em silêncio conosco.
Quando estamos sozinhos, sem a presença do ente querido, podemos ter a real dimensão da importância que o outro tem em nossa vida.
Encontre momentos para isso, pode ser, por exemplo, um passeio no parque, cinema, caminhada, um encontro com amigos ou até mesmo uma viagem. Enfim, encontre momentos para fazer o que você gosta e permita que seu amor faça o que ele gosta sem que necessariamente precise estar em sua companhia.
De vez em quando se afaste um pouco da pessoa que te ama e que você ama. É importante para que você possa mergulhar um pouco para dentro de si, se conhecer mais e por fim se amar mais.
Mas lembre-se de antes de qualquer coisa conversar com o parceiro sobre essa prática, para que ambos estejam de comum acordo sobre esse comportamento, para não correr o risco de ser mal interpretado e causar a impressão de indiferença ou de que não deseja mais a companhia do outro.

Acredite no Amor e Viva o seu Melhor!!

Pâmi Garcia

 P.S:
quero agradecer a Pâmi Garcia por autorizar publicar seu seu texto aqui!
Confiram mais em seu blog:  http://pamigarcia.blogspot.com/

Ouvindo: Madrugada- Fat Family

Postar um comentário

3 de ago de 2010

Dê Espaço Para o Amor Respirar


Devemos encontrar o equilíbrio entre estar presente na vida de quem amamos e permitir que o outro tenha seus momentos a sós. É muito importante ter o hábito de cultivar momentos de solitude, tanto para você quanto para seu parceiro. Em um relacionamento é muito comum o casal estar sempre junto, onde quer que um vá o outro também vai, o que quer que um faça o outro também faz. Esse tipo de comportamento é saudável e até mesmo natural, já que amamos a pessoa e queremos estar em sua companhia o maior tempo que for possível. Porém, se não dedicarmos alguns momentos para deixar que o outro esteja a sós com ele mesmo, e para estarmos a sós conosco, corremos o risco de perdermos nossa individualidade e identidade pessoal, corremos o risco também de sufocar o amor. Dê espaço para o amor respirar!
Cultivar o bom hábito de reservar alguns momentos para fazer companhia para si mesmo, pode ser uma atitude muito saudável para o relacionamento. Afinal de contas existem coisas que só percebemos quando estamos em silêncio conosco.
Quando estamos sozinhos, sem a presença do ente querido, podemos ter a real dimensão da importância que o outro tem em nossa vida.
Encontre momentos para isso, pode ser, por exemplo, um passeio no parque, cinema, caminhada, um encontro com amigos ou até mesmo uma viagem. Enfim, encontre momentos para fazer o que você gosta e permita que seu amor faça o que ele gosta sem que necessariamente precise estar em sua companhia.
De vez em quando se afaste um pouco da pessoa que te ama e que você ama. É importante para que você possa mergulhar um pouco para dentro de si, se conhecer mais e por fim se amar mais.
Mas lembre-se de antes de qualquer coisa conversar com o parceiro sobre essa prática, para que ambos estejam de comum acordo sobre esse comportamento, para não correr o risco de ser mal interpretado e causar a impressão de indiferença ou de que não deseja mais a companhia do outro.

Acredite no Amor e Viva o seu Melhor!!

Pâmi Garcia

 P.S:
quero agradecer a Pâmi Garcia por autorizar publicar seu seu texto aqui!
Confiram mais em seu blog:  http://pamigarcia.blogspot.com/

Ouvindo: Madrugada- Fat Family

Postar um comentário