20 de mai de 2009

Lamurio De Uma Vida

Estigmou sua alma, não cuidou das feridas.
Ficarei marcada!
Tirou-lhe o ar, sufocando-se na angustia solidão!
Desdenhou seus sonhos, reprimiu seus desejos,
apagou a luz da esperança em contra-se agora em seu martírio e dor.
Desistiu de mim, sentiu-se incapaz sem ao menos ter tentado me seguir e vencer.
Resisti aos teus vícios! pois eu ainda queria que dissesse "sim"pra mim!
Tiraste de mim teu sorriso!
Não quis me ver passar, entregou-se a depressão  profunda de teu silêncio,
nem se quer quis saber, por quais caminho eu o levaria para sua grande realização pessoal  e profissional.
Em seus momentos de desalinho, temi que acabasse de vez com minha existência em você
De você nada será lembrado se não fizer de mim sua história, meu final depende de ti, se queres ou não ser feliz.
Sou um presente de Deus ofertado a ti no dia em que foste gerado, não quer me abraçar, me renegaste!
Não culpe-me, não afogue-me em tuas lágrimas, não diga, que me odeia e que não me aceita! Não vê que assim, inconscientemente desejas a morte? se é que eu não ainda importo pra você...
Sou tão bela e viva,
viva-me!
ama-me!
aceite-me!
sinta-me!
Estou no canto dos pássaros, no balanço das árvores,
no encanto e essência do nascimento,
estou diante teus olhos, abra-os para mim!
Viva!
Estou acesa como chama, sou a luz da esperança!
Tua alma por mim grita!
Esqueça as marcas das feridas!
Não pense no fracasso!
Renasça das cinzas!
Escute meu Lamurio...
Sabe quem vos fala?
Sou eu:
Tua Vida!



"A vida é uma tragédia quando vista de perto, mas uma comédia quando vista de longe." 
(Charles Chaplin)


"Eu gosto de viver. Já me senti ferozmente, desesperadamente, agudamente infeliz, dilacerada pelo sofrimento, mas através de tudo ainda sei, com absoluta certeza, que estar viva é sensacional." 
 (Agatha Christie)
Postar um comentário

20 de mai de 2009

Lamurio De Uma Vida

Estigmou sua alma, não cuidou das feridas.
Ficarei marcada!
Tirou-lhe o ar, sufocando-se na angustia solidão!
Desdenhou seus sonhos, reprimiu seus desejos,
apagou a luz da esperança em contra-se agora em seu martírio e dor.
Desistiu de mim, sentiu-se incapaz sem ao menos ter tentado me seguir e vencer.
Resisti aos teus vícios! pois eu ainda queria que dissesse "sim"pra mim!
Tiraste de mim teu sorriso!
Não quis me ver passar, entregou-se a depressão  profunda de teu silêncio,
nem se quer quis saber, por quais caminho eu o levaria para sua grande realização pessoal  e profissional.
Em seus momentos de desalinho, temi que acabasse de vez com minha existência em você
De você nada será lembrado se não fizer de mim sua história, meu final depende de ti, se queres ou não ser feliz.
Sou um presente de Deus ofertado a ti no dia em que foste gerado, não quer me abraçar, me renegaste!
Não culpe-me, não afogue-me em tuas lágrimas, não diga, que me odeia e que não me aceita! Não vê que assim, inconscientemente desejas a morte? se é que eu não ainda importo pra você...
Sou tão bela e viva,
viva-me!
ama-me!
aceite-me!
sinta-me!
Estou no canto dos pássaros, no balanço das árvores,
no encanto e essência do nascimento,
estou diante teus olhos, abra-os para mim!
Viva!
Estou acesa como chama, sou a luz da esperança!
Tua alma por mim grita!
Esqueça as marcas das feridas!
Não pense no fracasso!
Renasça das cinzas!
Escute meu Lamurio...
Sabe quem vos fala?
Sou eu:
Tua Vida!



"A vida é uma tragédia quando vista de perto, mas uma comédia quando vista de longe." 
(Charles Chaplin)


"Eu gosto de viver. Já me senti ferozmente, desesperadamente, agudamente infeliz, dilacerada pelo sofrimento, mas através de tudo ainda sei, com absoluta certeza, que estar viva é sensacional." 
 (Agatha Christie)
Postar um comentário