19 de mar de 2011

"Omens"



Cleide, atendendo o seu pedido, aqui está o texto:

"Os homens deviam ser o que parecem ou, pelo menos, não parecerem o que não são."
                                                              (William Shakespeare)




Algumas mulheres afirmam que, os homens não prestam e que são todos iguais e só muda de endereço. Outras dizem que, eles não são todos iguais e sim um pior que o outro. E há aquelas que acham que existem algumas exceções. Será? Pode ser! Mas quando o assunto é machismo há sempre uma incógnita.
Nem tudo é perfeito. Assim como existe mulheres e “mulheres”, há também homens e “Homens”.
Eu já ouvi muitos homens, encherem a boca ao dizer que são homens com “H” maiúsculo. Eu até acredito que possam realmente ser, mas conheço muitos sem “H”. São os “OMENS”: Ordinários, mulherengos, espertalhões, narcisos safados.
Levar um “fora” de alguém me parece ser algo natural, mas para os “Omens” ainda mais se forem do tipo machista, que se acham o “tal”, o “bambambã” que “pega toda”, não é nada fácil.
Mulheres para eles são como troféu em sua estante imaginária. Eles querem aumentar sua “listinha” e acrescentar na sua coleção mais “umazinha” que levou pra cama.
Eles não aceita ser rejeitados e para não sujar seu currículo de “pegador” e não ficar por baixo, simplesmente sai falando para os amigos que “pegou” ou que a fulana andou se oferecendo e correndo atrás dele, mas ele o “garanhão” não quis nada com ela.
O Problema desses “Omens” além de ser mau caráter é achar que todas as mulheres são iguais: fúteis, fáceis, burras, ingênuas... Claro que ainda existem mulheres assim, mas não são todas. Tanto é que, quando eles se deparam com uma mulher inteligente e com o seu reconhecido valor, eles perdem a noção, acabam tropeçando em seus próprios erros, entram em controversas e cai em contradição. Resumindo: “quebra a cara”. E mesmo assim, não querem ficar por baixo e saem se “gabando” por ai.
São metido a sedutores, não possuem massa cefálica, alguns são falsos intelectos que administram sua vida se baseando em livros de auto-ajuda e saem dizendo ser o autor de sua própria historia. Na arte de viver é um péssimo ator, seu mundinho é surreal, pois em suas frases prontas e decoradas, mal conseguem fingir. São inseguros e covardes, pois tentam ser o tempo todo o que não são: HOMENS DE VERDADE.
Alguns têm medo da realidade e se escondem na barra da saia de suas mulheres por simples comodismo ou simplesmente por conveniência ou para manter a aparência diante a sociedade. Verdadeiros vermes incapazes de caminhar com as próprias pernas, desejam tanto ser feliz e não tem coragem de abraçar a felicidade seja ela qual for. Materialistas, hipócritas, se sujeitam a viver de mentiras para mascará o cafajeste que é. Joga sujo, brinca com os sentimentos alheios e ainda tentam justificar suas canalhices. Tem medo de assumir seus erros, se fazem de inocente o tempo todo, para não perder a pose de majestade e bom samaritano. Acham que podem manipular tudo e a todos com seu falso moralismo intelecto e com seus “xavecos” ilusórios. Encurralados em sua própria sorte, não conseguem olhar um palmo além do seu umbigo fazendo os outros de palhaço. São podres e quando eu digo “podre” é no sentido da palavra mesmo: PODRES.
Aprontam, aprontam e aprontam e depois tira o corpo fora como verdadeiros covardes que são e com suas frases curtas de sempre: “me tira disso”, “Não tenho nada haver com isso”, “não sei de nada”. Coitadinhos... Oh! Dó!
“Omens” insensíveis, egoístas e egocêntricos, seus dias de reinado um dia vai acabar. Seu castelo vai desabar e assim perderá seu trono. Sua coroa será um belo par de chifres, afinal nenhuma mulher é tão cega para se deixar enganar para resto da vida. Vocês vão acabar sem ninguém, jogados em suas próprias sortes e quando olharem para trás verá que é tarde demais para resgatar o real sentido da vida.
Boa sorte pra vocês, pois a minha é me manter afastada de tipinhos assim.

 Ouvindo Sorriso maroto: Vai acabar sem ninguém




Share
|








Postar um comentário

19 de mar de 2011

"Omens"



Cleide, atendendo o seu pedido, aqui está o texto:

"Os homens deviam ser o que parecem ou, pelo menos, não parecerem o que não são."
                                                              (William Shakespeare)




Algumas mulheres afirmam que, os homens não prestam e que são todos iguais e só muda de endereço. Outras dizem que, eles não são todos iguais e sim um pior que o outro. E há aquelas que acham que existem algumas exceções. Será? Pode ser! Mas quando o assunto é machismo há sempre uma incógnita.
Nem tudo é perfeito. Assim como existe mulheres e “mulheres”, há também homens e “Homens”.
Eu já ouvi muitos homens, encherem a boca ao dizer que são homens com “H” maiúsculo. Eu até acredito que possam realmente ser, mas conheço muitos sem “H”. São os “OMENS”: Ordinários, mulherengos, espertalhões, narcisos safados.
Levar um “fora” de alguém me parece ser algo natural, mas para os “Omens” ainda mais se forem do tipo machista, que se acham o “tal”, o “bambambã” que “pega toda”, não é nada fácil.
Mulheres para eles são como troféu em sua estante imaginária. Eles querem aumentar sua “listinha” e acrescentar na sua coleção mais “umazinha” que levou pra cama.
Eles não aceita ser rejeitados e para não sujar seu currículo de “pegador” e não ficar por baixo, simplesmente sai falando para os amigos que “pegou” ou que a fulana andou se oferecendo e correndo atrás dele, mas ele o “garanhão” não quis nada com ela.
O Problema desses “Omens” além de ser mau caráter é achar que todas as mulheres são iguais: fúteis, fáceis, burras, ingênuas... Claro que ainda existem mulheres assim, mas não são todas. Tanto é que, quando eles se deparam com uma mulher inteligente e com o seu reconhecido valor, eles perdem a noção, acabam tropeçando em seus próprios erros, entram em controversas e cai em contradição. Resumindo: “quebra a cara”. E mesmo assim, não querem ficar por baixo e saem se “gabando” por ai.
São metido a sedutores, não possuem massa cefálica, alguns são falsos intelectos que administram sua vida se baseando em livros de auto-ajuda e saem dizendo ser o autor de sua própria historia. Na arte de viver é um péssimo ator, seu mundinho é surreal, pois em suas frases prontas e decoradas, mal conseguem fingir. São inseguros e covardes, pois tentam ser o tempo todo o que não são: HOMENS DE VERDADE.
Alguns têm medo da realidade e se escondem na barra da saia de suas mulheres por simples comodismo ou simplesmente por conveniência ou para manter a aparência diante a sociedade. Verdadeiros vermes incapazes de caminhar com as próprias pernas, desejam tanto ser feliz e não tem coragem de abraçar a felicidade seja ela qual for. Materialistas, hipócritas, se sujeitam a viver de mentiras para mascará o cafajeste que é. Joga sujo, brinca com os sentimentos alheios e ainda tentam justificar suas canalhices. Tem medo de assumir seus erros, se fazem de inocente o tempo todo, para não perder a pose de majestade e bom samaritano. Acham que podem manipular tudo e a todos com seu falso moralismo intelecto e com seus “xavecos” ilusórios. Encurralados em sua própria sorte, não conseguem olhar um palmo além do seu umbigo fazendo os outros de palhaço. São podres e quando eu digo “podre” é no sentido da palavra mesmo: PODRES.
Aprontam, aprontam e aprontam e depois tira o corpo fora como verdadeiros covardes que são e com suas frases curtas de sempre: “me tira disso”, “Não tenho nada haver com isso”, “não sei de nada”. Coitadinhos... Oh! Dó!
“Omens” insensíveis, egoístas e egocêntricos, seus dias de reinado um dia vai acabar. Seu castelo vai desabar e assim perderá seu trono. Sua coroa será um belo par de chifres, afinal nenhuma mulher é tão cega para se deixar enganar para resto da vida. Vocês vão acabar sem ninguém, jogados em suas próprias sortes e quando olharem para trás verá que é tarde demais para resgatar o real sentido da vida.
Boa sorte pra vocês, pois a minha é me manter afastada de tipinhos assim.

 Ouvindo Sorriso maroto: Vai acabar sem ninguém




Share
|








Postar um comentário